The Reflection é um desastre

A cada temporada se lança muitos animes e para todos os gostos, de todos os gêneros imagináveis. Claro que a grande maioria fica no limbo do esquecimento e poucos acabam se destacando de verdade, ou pela sua maneira ousada de contar história ou pelo seu visual -Que é o que The Reflection tenta aqui, mas se The Reflection não tivesse o nome de Stan Lee por trás, seria apenas mais uma porcaria esquecida e que ninguém iria comentar.

 

Sabe quando um projeto já nasce sendo promessa por ter um nome conceituado na indústria envolvido? Então, The Reflection é um desses projetos, porém é tão ruim que pode ser facilmente considerado um dos piores animes da década. E que só me faz reafirmar a vontade de passar longe de tudo que o Hiroshi Nagahama produz (diretor artístico). Digo isso pois ele sempre tenta imprimir um conceito de animação muito diferente e que sempre fica bizarro. Em suas duas obras mais famosas isso é gritante, que são Mushishi e Detroit Metal City, para sorte, em ambas, o roteiro é bom e consegue salvar as obras, diferentemente daqui.

A premissa aqui é a seguinte: Depois de um evento sem explicação, várias pessoas na terra começam a ganhar poderes. Alguns se tornam vilões, outros heróis. Como o mundo irá reagir?

É como na maioria das obra do Stan Lee, bem simples e clichê. E não vejo mal nenhum nisso, desde que seja bem trabalhado, que não é o caso aqui. Infelizmente a falta de foco em um personagem central e a inexplicável falta de diálogos -Se há mais de 10 linhas de conversa aqui, é muito. Sério!-, só corrobora para o desastre.

A ideia da animação é tentar passar o sentimento de estarmos vendo uma HQ em movimento, mas os traços são bem mal feitos, não inserindo nem olhos e bocas em vários quadros e a repetição de movimentos é irritante. Até parece que estamos a acompanhar uma dessas animações amadoras que tem no Youtube ou um desenho de 1940.

Fora o fato de uma mesma música (a única que toca neste episódio), tocar 5 (!) vezes. E nem posso dizer que isso é culpa do Studio Deen (Cuida das animações de Fate/Stay, entre outras), pois eles definitivamente não são de pequeno porte, a culpa é toda da staff mesmo.

Em suma:

The Reflection é um anime que tenta ser diferente, mas não tem carisma algum, não consegue entreter e o resultado é um desastre.

Eu não recomendo à ninguém assistir The Reflection, ao menos se você for muito fã do trabalho do Stan Lee ou gosta demais de animações experimentais. E aliás, essa não é a primeira empreitada de Stan Lee no mundo dos animes, ele produziu em 2010 o “Heroman”, que eu confesso que não assisti e a crítica foi bem amena com tal.

The Reflection está sendo transmitido no Brasil pela Crunchyroll e terá 12 episódios.

Vamos falar de coisa boa?

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E toda contribuição que você fizer será muito bem vinda, seja com o valor que for. Com apenas um real você já ajuda e mantêm o site independente.

A independência do conteúdo do Nerd Rabugento depende de você. O seu apoio pode ser tanto mensal quanto feito apenas uma vez, com qualquer valor. Escolha um dos links abaixo e faça o site Nerd Rabugento crescer ainda mais rápido!

QUERO APOIAR ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜