The Mist (SPIKE): Primeiras impressões

Para todos que temiam, sim, The Mist é a nova Under The Dome e eis que mais uma série baseada nas obras de Stephen King fracassa miseravelmente.

 

A série é baseada no conto homônimo de Stephen King, The Mist, traz como premissa uma inexplicável névoa que envolve a cidade de Bridgton, Maine, criando uma barreira quase impenetrável a visão. Os residentes da cidade logo aprendem que a situação é ainda mais precária, pois escondida dentro da névoa há monstros de vários tamanhos que atacam e matam qualquer coisa que se mova.

Como eu já havia falado AQUI, eu apostava que The Mist fosse uma das grandes séries desta summer-season por vários fatores, mas muito porque já houve uma adaptação para as telonas e foi muito bem recebido pelo público e crítica, porém, o resultado aqui é do nível de Under The Dome para pior.

Os diálogos são totalmente irrisórios, rasos, expositivos e nada cativante, e apesar do elenco trazer alguns nomes conhecidos como a Frances Conroy (Six Feet Under), Alyssa Sutherland (Viking) e Morgan Spector (Allegiance), mas com a exceção à Conroy, todo o cast está totalmente apático e claramente com muita má vontade. Muito deve-se atribuir ao fraco roteiro que faz todos os personagens serem caricatos e sem alma.
A fraca direção do Adam Bernstein (OZ, Breaking Bad, Fargo etc) contribui muito à isso também, pois apesar de ser bem experiente e ter excelentes trabalhos na carreira, aqui executa uma direção sem carisma, apática e que soa muito como um trabalho amador muitas vezes.

Absolutamente tudo neste início de The Mist é péssimo

O mistério que acerca o nevoeiro é mal trabalhado demais. O que deveria ser o foco central, é deixado em segundo plano neste piloto para apresentação dos personagens e eu não reclamaria disso, se fosse bem feito. Mas a tentativa de empurrar uma história de desavenças familiares, com estupro da garota para o filho do chefe de polícia é batido, pois já vimos isso em milhares de outras produções, e é uma muleta narrativa que não leva à lugar algum, que só cria cenas enfadonhas, se tornando assim totalmente mal colocado.

E até mesmo o cliffhanger é desanimador, dividindo em 3 núcleos os personagens,e já sabemos que ao longo dos 9 restantes episódios serão pelo menos em sua maioria trabalhado nesses conflitos pessoais.

A SPIKE TV é uma novata no mercado de produções e tem como suas maiores produções Blue Mountain State e The Shannara Chronicles. Sei que a falta de orçamento dificulta em muito aqui mas The Mist erra e feio em aspectos simples. Infelizmente é a 1° grande decepção do ano a não vale a pena nem dar uma conferida.

A série não tem previsão de estreia no Brasil.

Vamos falar de coisa boa?

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E toda contribuição que você fizer será muito bem vinda, seja com o valor que for. Com apenas um real você já ajuda e mantêm o site independente.

A independência do conteúdo do Nerd Rabugento depende de você. O seu apoio pode ser tanto mensal quanto feito apenas uma vez, com qualquer valor. Escolha um dos links abaixo e faça o site Nerd Rabugento crescer ainda mais rápido!

QUERO APOIAR ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜