FINAL FANTASY XIV ONLINE: SAIBA COMO JOGAR GRATUITAMENTE COM A NOVA EXPANSÃO

A franquia de RPGs japoneses Final Fantasy possui uma comunidade de fãs gigantesca, desde os jogos clássicos da era 16-bits até verdadeiras obras de arte nas gerações PlayStation e atual, poucas séries tem uma consistência tão grande em lançar jogos aclamados pela mídia e fãs constantemente, além de reinventar seu próprio gênero com novas mecânicas. 

 

O Final Fantasy XIV, inicialmente lançado em 2010 para Windows, macOS, Xbox One e PlayStation 4 adotou o estilo dos MMOs, RPGs digitais massivos onde jogadores habitam um mundo digital e evoluem seus próprios personagens através de quests, coleta de itens, progressão da história e habilidades. O jogo sempre possuiu um modo grátis para demonstrar o serviço, antes de requisitar uma assinatura para jogar. No entanto, com a nova atualização patch 5.3 diversas limitações foram removidas, e agora é possível avançar bastante no game de graça, sem limite de tempo. Confira a novidade!

Um detalhe para usuários brasileiros é que, embora seja possível de fato jogar gratuitamente com a nova atualização, usuários da versão grátis possuem limitação de servidores, gerando uma latência absurda em nossa região, nos piores casos, é possível encontrar um valor de ping de um segundo, ou seja, um atraso de um segundo a cada ação no jogo. Para evitar isso, é importante jogar conectado à uma VPN com servidores internacionais, escolhendo assim aquele que apresentar a menor latência.

Teste grátis

A nova versão gratuita do jogo permite que o usuário avance seus personagens até o nível 60, comparado ao nível 35 da versão de demonstração anterior, e pode ser jogada sem limites de tempo, ou seja, no ritmo e por quantos meses desejar. Poderão também avançar no conteúdo até a expansão Heavensward, totalizando estimadas 100 horas de gameplay, tudo sem precisar desembolsar pela assinatura mensal.

Isso não quer dizer que não existam limitações. Conforme citamos anteriormente, os servidores acessíveis aos usuários grátis tem alta latência, e além disso, usuários grátis não podem fazer uso do mercado, não podem participar de guildas, e não poderão formar grupos. Ainda assim, a quantidade de conteúdo disponível para testes é surpreendente, considerando o novo paradigma de MMOs que, através de microtransações ou assinaturas, limitam muito mais a progressão de novos jogadores. 

Criando sua conta

Para ter acesso ao jogo é preciso criar uma conta da Square Enix, produtora de Final Fantasy, e para que a criação de conta inclua o modo grátis é preciso acessar a página do período de testes, em português. 

O jogo está disponível para PlayStation 4, Windows (através da loja Steam) e macOS (através da loja Steam), e possui expansões e a assinatura premium disponível para compra caso o usuário deseje dar continuidade e desbloquear todo o universo de Final Fantasy

Atualmente, o jogo exige 60GB livres em disco, e no mínimo um computador com às seguintes especificações:

Sistema: Windows 8.1 ou Windows 10 de 64 bits.

Memória: 4GBs de RAM DDR3.

Processador: Intel Core i5 de 2,4GHz ou equivalente.

Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 750 ou AMD Radeon R7 260x, com no mínimo 1280×720 de resolução. Suporte à DirectX 11

Outros: Driver de áudio HD e conexão banda-larga. 

Caso esteja no Windows 7, aprenda a atualizar para o Windows 10 gratuitamente para obter acesso ao jogo. 

Final Fantasy Online 

A série Final Fantasy é conhecida na memória popular pelos clássicos JRPGs para consoles e portáteis que acompanharam a evolução gráfica e de jogabilidade dos videogames. O salto da série para o universo dos MMOs, RPGs com ênfase maior em progressão de personagem e interação social, teve um início conturbado. O jogo foi mal recebido pelo público, sendo completamente reestruturado em 2013. De lá pra cá, o jogo se tornou um dos mais populares e aclamados MMOs, com cerca de 1,8 milhões de assinantes no momento. 

A cada três meses, o jogo recebe alguma atualização de conteúdo que refina a jogabilidade e expande no universo online, dando aos usuários mais objetivos, mais lugares para explorar, e mais vontade de continuar progredindo. 

A franquia não é a única a fazer o salto dos RPGs tradicionais para o mundo dos MMOs, a série The Elder Scrolls de RPGs ocidentais, mais conhecida pelo título Skyrim, também disponibiliza seu próprio MMO chamado The Elder Scrolls Online, situado no mesmo universo dos jogos tradicionais, que recentemente atingiu o marco de 8,5 milhões de cópias vendidas. Os MMOs para computador, muito popularizados com o jogo World of Warcraft, eram extremamente populares no início dos anos 2000, caíram em popularidade, e agora estão vivendo uma renascença com grandes investimentos em RPGs com um mundo amplo e assinaturas mensais, como é o caso do RuneScape 3, que expandiu completamente o clássico RuneScape

Conclusão

Para quem quer conhecer um MMO de peso, quer explorar se gosta desse estilo de jogo, ou quer se reconectar com a clássica série Final Fantasy, agora é possível experimentar o título online sem precisar pagar. Assim, se quiser dar continuidade, basta assinar com sua conta já evoluída e continuar a se divertir, ou caso não tenha gostado, parar de jogar sem nenhum custo. Também vale a pena conferir outros grandes MMOs, como Elder Scrolls e RuneScape, caso esse estilo de jogo lhe cative a atenção. E falando sobre games, um vazamento de Far Cry 6 aponta ator de Breaking Bad.

OS MEMBROS DO CLUBE DOS RABUGENTOS SÃO MUITO FELIZES!

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E para que o Nerd Rabugento continue INDEPENDENTE, TORNE-SE MEMBRO DO CLUBE DOS RABUGENTOS!

O Nerd Rabugento não dá dica ruim e você confia nessa afirmação. Torne-se Membro do Clube, tem um valor que cabe no seu orçamento. E tem um monte de vantagens que nenhum outro Clube oferece. Mas se você não quiser se tornar membro e ainda assim quer contribuir, clique no segundo link. A sua contribuição ajuda demais o canal a se manter.

QUERO SER MEMBRO ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜