The Expanse: A space opera que merecemos

Sempre que vamos falar sobre space opera na TV, nos vem a mente Star Trek, Firefly ou Battlestar Galactica, e ao analisar o contexto geral da TV hoje em dia, encontramos poucas coisas interessantes no gênero e The Expanse vem como um como uma grata surpresa.

 

Sinopse: A história se passa há 200 anos no futuro, quando o ser humano solidifica a colonização do sistema solar. Então nós temos parte da galáxia colonizada e vemos o cinturão de asteroides com humanos. The Expanse mostra como seremos afetados futuramente pelos nossos avanços tecnológicos. Atualmente existe um conflito político em Marte, o planeta se tornou um grande centro populacional e milhares de pessoas vivem da extração de minérios no cinturão localizados não só em Marte, mas também em Júpiter

As pessoas que vivem da extração são conhecidas como Belters e eles vivem em péssimas condições e na escassez de recursos como ar e água. Isso faz com que a eles vivam uma momento de guerra! A ONU controla todo o poder político e militar aqui na Terra. E os Belters estão brigando e lutando para conseguir sair das sombras do nosso planeta.

A Syfy todo ano aposta em muitas séries desse estilo, mas poucas acabam vingando e o caso mais recente foi The Expanse.  A série é uma adaptação de Mark Fergus e Hawk Ostby da obra de James S. A. Corey, Leviathan Wakes.

The Expanse é a prova que a Syfy vem crescendo

O que mais impressiona na série é a cinematografia, todos os cenários deslumbrantes e ótimos efeitos especiais, fazem saltar os olhos, ainda mais por lembrar que a série é feita pelo canal Syfy, que não é referência nesse quesito. Outro aspecto interessante é a relação dos personagens, apesar de serem todos em sua grande maioria interpretados por atores/atrizes desconhecidos, eles passam carisma e fazem com que nos conectamos facilmente com os respectivos personagens.

A parte ruim fica infelizmente para o demasiado tempo que precisamos assistir aos episódios para entender todas as tramas. As informações são liberadas aos poucos e as tramas demoram a se conectarem, fazendo assim com que muitas vezes não tenhamos a compreensão total do que está ocorrendo. Isso pode tirar o interesse do telespectador. É o único grande problema que eu senti, porém é grande o bastante para que tire um pouco de brilho da série, de resto tudo flui muito bem, principalmente a partir do episódios 7 (Windmills).

Nas atuações, apesar de todos terem seus bons momentos e carisma, eu destacaria apenas o Detective Joseph -Interpretado brilhantemente pelo Thomas Jane-,  e o Steven Strait segurando a barra de ser protagonista muito bem com seu Jim Holden.

Em suma, The Expanse faz um trabalho competente e se destaca muito no meio de todas as series desse gênero. Vale dar uma chance, mesmo que não seja fã do gênero, ainda mais porque a série atualmente está em hiatus e possui apenas  23 episódios até o momento, tendo a 1° temporada com apenas 10. A Syfy já renovou para uma 3° temporada e deve estrear ano vem.

Vale assistir.

Vamos falar de coisa boa?

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E toda contribuição que você fizer será muito bem vinda, seja com o valor que for. Com apenas um real você já ajuda e mantêm o site independente.

A independência do conteúdo do Nerd Rabugento depende de você. O seu apoio pode ser tanto mensal quanto feito apenas uma vez, com qualquer valor. Escolha um dos links abaixo e faça o site Nerd Rabugento crescer ainda mais rápido!

QUERO APOIAR ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜