DC Rebirth – O Renascimento da DC nos quadrinhos

Recentemente a Panini Comics trouxe ao Brasil a nova linha de quadrinhos da consagrada editora americana DC Comics, a saga “Rebirth”, ou Universo DC Renascimento. Antes de mais nada, essa nova fase do UDC não é um reboot, e sim uma continuação da já encerrada fase dos Novos 52, porém com uma abordagem de reformulação nas histórias.

 

A fase dos Novos 52 divide opiniões entre os leitores de quadrinhos, por um lado, alguns acham que muitos dos vilões (o Coringa que o diga) e heróis perderam as suas identidades, entre eles o Superman, que nessa fase aposentou de uma vez por todas a sua cueca vermelha por cima do uniforme e agora usa um traje que lembra uma armadura, e ele também não tem mais aquele ar de “escoteiro da turma”, tendo em vista que ele demonstra até certo desinteresse em ser um herói, não transmite o mesmo carisma que esta no cerne do personagem desde a Era de Ouro. Mas por outro lado, a fase (Novos 52) também trouxe de volta alguns valores clássicos que estavam no fundo do baú há muito tempo, entre eles o retorno das revistas Action Comics e Detective Comics, publicações responsáveis pela introdução dos heróis Superman e Batman no mundo dos quadrinhos.

Em Universo DC Renascimento, a idéia é reapresentar os heróis para uma nova geração de leitores de quadrinhos, mas ao mesmo tempo trazendo de volta algumas características que durante eras marcaram as histórias do UDC, a mitologia por trás dos heróis e o otimismo deles, coisas que de certa forma foram deixadas de lado nos Novos 52. Além das características similares as originais, alguns heróis retornam agora, entre eles o Flash Wally West original.

É aconselhável antes de tudo que os leitores procurem o especial DC: Renascimento para se interar um pouco mais sobre os acontecimentos desta nova reformulação. Como assim dois Supermans? O quê são esses garotos que acompanham o Batman? Como o Flash Wally West original reapareceu? Quem é essa Superwoman?! Todas essas perguntas e mais são reveladas nesta edição especial. DC: Renascimento dá o pontapé inicial nas profundas mudanças que atingirão o UDC.

Em DC Renascimento, o Superman dos Novos 52, está morto e quem ocupa agora o posto deixado pelo Homem de Aço neste universo é o Superman da fase anterior ou pré-Ponto de Ignição, que viajou para esta nova terra junto com sua esposa Lois Lane. Agora, o herói precisa lidar com duas coisas: ser um super-herói e ao mesmo tempo pai exemplar e mentor, uma vez que o seu filho Jon também está desenvolvendo os mesmos poderes que o seu pai kriptoniano. As primeiras histórias da revista Superman estão no comando dos roteiristas Peter J. Tomasi e Patrick Gleason, já a revista Action Comics está sendo roteirizada por Dan Jurgens.

No arco de histórias do Batman, tudo indica que a DC resolveu estender um pouco alguns pontos mostrados nos Novos 52, entre eles a idéia de um time de heróis ou corporação chefiada pelo homem-morcego. E tem brasileiro marcando presença nas histórias, o quadrinhista Rafael Albuquerque assumiu os desenhos da Batgirl.

As histórias do universo dos Lanternas Verdes também ganharam novidades. Entre elas a introdução da dupla dos patrulheiros novatos Simon Baz e Jessica Cruz, que dividirão a experiência de proteger o planeta Terra.

Formato

No Brasil, as edições do Universo DC Renascimento estão custando em média R$ 7,50, com uma estrutura básica de 52 páginas (a maioria). Outra grande novidade trazida pela Panini, é que agora as revistas vem separadas, e não mais em compilações, ou seja uma história da Arlequina por exemplo, você não encontrará um compilado do Aquaman junto. O papel utilizado nas impressões também foi substituído, o papel jornal deu lugar ao LWC, que garante cores mais vivas. Algumas publicações tem tiragem quinzenal, outras mensal.

Ligação com Watchmen

Apesar da ousadia não podia ficar de fora alguns pontos discutíveis neste renascimento, a inserção ou encontro do mundo de Watchmen na cronologia dos heróis tradicionais da DC. Por um lado grande parte dos fãs estão eufóricos com este encontro ou crossover, mas também existe uma parcela daqueles que acham desnecessária esta ligação, uma vez que Wathcmen é uma obra prima intocável dos quadrinhos. Geoff Johns, roteirista de quadrinhos e presidente da DC Entertainment anunciou em entrevista ao Syfy Wire que será lançado em novembro nos Estados Unidos a minisérie, “Doomsday Clock”, que marcará o encontro entre o Superman e o Dr. Manhattan em uma espécie de “guerra ideológica” entre os dois personagens.

“Nós não queríamos ver Dr. Manhattan duelando com Superman nas páginas de Action Comics, com todo o respeito. Essa HQ não é sobre isso, é algo diferente…”, diz Johns. Segundo ele, o confronto do otimismo do Superman com as ações cínicas de Dr. Manhattan – que seria o responsável pelo reboot dos Novos 52 na cronologia da DC – vai tratar da própria essência do Universo DC. “Tematicamente e metaforicamente, não havia escolha melhor do que usar o Dr. Manhattan” destacou Johns na ocasião.

E você o que acha deste Universo DC Renascimento e a ligação com Watchmen? Deixe aqui nos comentários.

Já que você está aqui...

...o site Nerd Rabugento tem um pedido: O site está no ar e cada dia mais pessoas lêem o conteúdo incrível que temos produzido, e ninguém paga por isso. Mas existe um custo, e os anunciantes ainda não apareceram para ajudar o site a crescer. Diferente de outros sites, nós prezamos pelo nosso conteúdo, e quanto menos anunciantes tivermos, mais liberdade teremos.

A independência do conteúdo do Nerd Rabugento depende de você. O seu apoio é essencial, e pode ser tanto mensal quanto feito apenas uma vez, com qualquer valor. Escolha um dos links abaixo e faça o site Nerd Rabugento crescer ainda mais rápido!

SEJA UM APOIADOR ➜     SEJA UM CONTRIBUIDOR ➜