CRÍTICA| MY HERO ACADEMIA: 2 HERÓIS – O FILME (SEM SPOILERS)

Em uma manifestação cultural de grandes mangás, que se traduziram em animes consagrados, vem a calhar toda a sua força em uma grande tela de cinema. A obra de Korei Horikoshi teve, em 2014, o papel de suspirar elementos clássicos do mangá shonen e, desde então, tem tornado um dos grandes fenômenos já observados, com 17 milhões de cópias vendidas de mangás – que surtiu um anime, com três temporadas e indo para sua quarta, em outubro deste ano. E aqui, no Brasil, é observado muito mais amplamente : o anime não tem, em exibição, nem em televisão aberta e tampouco fechada. E é muito popular entre jovens. Como explicar?

 

O longa My Hero Academia: 2 Heróis – O Filme conta a história do jovem Izuku Midoriya, que sonha em tornar o maior super-herói de todos, inspirado por seu ídolo All Might. Porém, descobre-se que não contém nenhum dom (neste universo, ‘dom‘ são os superpoderes herdados) – embora seus pais os tenham. Mas o encontro com All Might faz com que o mesmo transfira algum poder à Izuku. Um tempo depois, ambos recebem um convite para estar presente em uma exposição mundial de habilidades para treinar os heróis – já que 80% do país possui algum dom . E, ali, em paralelo, os vilões ameaçam a cidade artificial I-Island e todo o seu evento em si.

Com uma produção caprichada, o longa remete, no começo, à flashbacks para dois fatores cruciais no entendimento do enredo: o passado do All Might ao lado de David Shield e o encontro do Izuku com o seu ídolo – uma forma de introdução básica, para espectadores que não tem nenhum envolvimento emocional com os personagens.

Partindo do pós-episódio 58 da terceira temporada do anime, o enredo se engrena de tal modo que é fluído, construído com traços vibrantes, coloridos e bem aplicados. Com uma duração de 96 minutos, o diretor Kenji Nagasaki preferiu transpor o foco em duas perguntas distintas, mas complementares: Quem é o herói? E o que é ser um herói? – que são respondidas no longa, demonstrando rapidez em suas colocações, sem que estas lhe pareçam forçadas.

Os personagens são carismáticos, inteligentes e bem humorados – o que facilita para a narrativa. Com a cânone como a principal linha do filme, será percebivel que não há uma construção interpretativa de cada personagem, embora alguns apareçam pouco. Isto pode fazer com que o espectador tenha de dobrar toda a sua intuitividade. Porém, o fato de não ser auto-explicativa colabora para a síntese de surpresa, deixando-a mais imprevisível – tanto que há um plot twist importante no longa, na qual a carga dramática chega ao seu ápice, no terceiro ato do longa.

Os destaques do longa ficam na interação entre David Shield e a sua filha, Melissa – que, assim como Izuku, também não possui poderes ; nas grandes cenas de ação, com muito vigor e pancadaria – que lembra muito o consagrado anime Dragon Ball, porém cada um com seu estilo próprio. E, fechando: a dublagem.

Assisti a versão dublado do My Hero Academia – disponibilizada a mim pela Sato Company, como ação promocional do longa – , e é igualmente impressionante: uniram grandes dubladores, como Guilherme Briggs (All Might), Marcelo Campos (David Shield), Lipe Volpato (Izuku Midoriya), Fábio Lucindo (Bakugo) e algumas participações de Youtubers – dando vozes aos personagens de menor tempo de tela – um exemplo é a Gabi Xavier, que dará voz à uma personagem inédita, a Amplifier. Um trabalho de respeito, admiração e paixão, dirigido por Úrsula Bezerra – que eternizou as vozes de Goku (na versão criança) e Naruto.

My Hero Academia: 2 Heróis – O Filme é divertido, visualmente impecável e bem dirigido, de uma produção arrojada e segura do estúdio japonês Bones – que já produziu Fullmetal Alchemist, que é um exemplo de sucesso.

My Hero Academia: 2 Heróis – O Filme estreia dia 8 de Agosto nos cinemas Cinemark e Cinépolis – em 18 estados do país – com sessões limitadas, em versões dubladas e legendadas.

 

 

 

 

 

 

 

Vamos falar de coisa boa?

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E toda contribuição que você fizer será muito bem vinda, seja com o valor que for. Com apenas um real você já ajuda e mantêm o site independente.

A independência do conteúdo do Nerd Rabugento depende de você. O seu apoio pode ser tanto mensal quanto feito apenas uma vez, com qualquer valor. Escolha um dos links abaixo e faça o site Nerd Rabugento crescer ainda mais rápido!

QUERO APOIAR ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜