A Maldição da residência Hill – 1ª temporada

Um casal feliz, com filhos ainda crianças, se muda para um casarão antigo no meio da floresta e coisas estranhas começam a acontecer…  Assim como de dezenas de filmes, esse pode ser o resumo da nova série, de dez episódios, da Netflix: A Maldição da residência Hill.

 

Entre o passado e o presente, A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL mostra terror familiar que vai além de fantasmas.

A trama, bem genérica, tinha tudo para cair no maior clichê de terror do cinema: Casa assombrada, fantasmas e chuva. Mas, a narrativa densa e bem elaborada, dirigida por Mike Flanagan, te leva para uma história interessante que vai além dos sustos esperados. A estrutura da série, que passeia pela linha do tempo dos sete personagens, é envolvente!

Cada um dos cinco irmãos, e seus dramas pessoais e segredos, são apresentados cuidadosamente nos primeiros episódios e o desenrolar da história contorna duas mortes. Os dois pontos, o que aconteceu no passado e que se repete no presente, se assemelham na falta de respostas, na mágoa que existe entre os membros da família e nas consequências, bem reais, de uma experiência traumatizante. As marcas psicológicas causadas pelos fantasmas subjetivos da maldição, que cada um carrega ao longo do passar dos anos, são mostradas sutilmente na história. O ritmo comedido dos episódios traz um contexto de terror psicológico ímpar e silencioso e mostra a vida de cada personagem, além da circunstância principal.

O acerto dessa série está no peso dramático que alcançaram com o roteiro bem escrito, elenco em sintonia e sustos pontuais na medida certa. Apesar da ambientação dar o toque levemente sombrio, a sucessão de acontecimentos e questões pessoais que envolvem cada membro da família Crain, torna o enredo bem pautado na realidade e quase nos faz esquecer da maldição – necessariamente – da residência.

Tragédia familiar, medos ocultos, fugas psicológicas, ressentimento, desentendimentos, segredos e, claro, fantasmas e lustre caindo. A história se constrói assim e se desenvolve de maneira instigante. Mas, no fim, o ritmo regular fica de lado em um diálogo de reconciliação que lembra o último capítulo de novela, completamente desnecessário. A série quase se perde resolvendo algumas coisas relevantes de maneira rápida e como o final revelou o quanto os detalhes despretensiosos conversaram entre si o tempo todo, algumas pontas consideráveis ficaram soltas (talvez propositalmente como deixa para outra temporada). O quarto misterioso, que se mostrou importante desde o começo, teve um desfecho muito interessante mas podia ter sido melhor aproveitado. E como podia! Apesar disso, A maldição da residência Hill, é uma boa surpresa.

Um suspense que não vai te tirar o sono mas vai prender sua atenção.

Vale a pena ser vista!

OS MEMBROS DO CLUBE DOS RABUGENTOS SÃO MUITO FELIZES!

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E para que o Nerd Rabugento continue INDEPENDENTE, TORNE-SE MEMBRO DO CLUBE DOS RABUGENTOS!

O Nerd Rabugento não dá dica ruim e você confia nessa afirmação. Torne-se Membro do Clube, tem um valor que cabe no seu orçamento. E tem um monte de vantagens que nenhum outro Clube oferece. Mas se você não quiser se tornar membro e ainda assim quer contribuir, clique no segundo link. A sua contribuição ajuda demais o canal a se manter.

QUERO SER MEMBRO ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜