Wet Hot American Summer e a perda de essência

A pior coisa que uma série pode fazer é mudar sua essência e é exatamente nisso em que esta 2° temporada de Wet Hot American Summer: Ten Years Later peca.

Wet Hot American Summer (Ou, Mais Um Verão Americano, na versão traduzida) estreou em 2001 e foi um flop de crítica e bilheteria, pois naquela época, grande parte do elenco ainda era desconhecido e o filme trazia um humor exageradamente tosco, digamos assim. Anos depois o filme começou a ganhar um status de cult e em 2015 a turma toda se reuniu para um prequel em forma de série na Netflix, intitulado Wet Hot American Summer: First Day of Camp.

 

Apesar de ter passado despercebido pela maioria do público, faz um certo sucesso de crítica e eis que em julho deste ano, chegou a 2° temporada -que por razões inexplicáveis, a Netflix preferiu separa-la como título independente- intitulada de Ten Years Later.

“Em time que está ganhando não se mexe”

Sempre acreditei nesse famoso ditado e é exatamente isso que Wet Hot American Summer deveria ter feito, pois a pior coisa que uma série pode fazer é mudar sua essência, a maneira de como contar sua história.

Apesar de eu nunca ter assistido o filme de 2001, desde que a Netflix fez o anuncio da série , eu fiquei muito empolgado e por 2 motivos:

O elenco recheado de estrelas como Paul Rudd (Homem Formiga), Amy Poehler (Parks and Recreation), Elizabeth Banks (Scrubs, 30 Rock), Chris Pine (Star Trek), entre outros. E por saber que seria aquele tipo de comédia “pastelão”, bem nonsense, algo que anda bem em falta hoje em dia no cenário das comédias. E isso fica ainda mais visível quando olhamos para as melhores séries de comédia da atualidade, basicamente nenhuma sitcom mais faz sucesso e/ou não tem mais a qualidade como antigamente, e o que acaba por reinar são as “dramédias”, como Atlanta, Master of None (Leia o texto do nosso outro colonista), Veep etc.

Wet Hot American Summer: Ten Years Later mudou e decepciona

O que fez Wet Hot American Summer dar tão certo em sua temporada de estreia, foi ser simples, conseguindo organicamente misturar todos os personagens com naturalidade em tela, e usar e abusar do humor físico.

E também conseguindo nos entregar uma trama sólida, que se alimenta sozinha, que consegue te entreter sem mesmo você saber das conexões passadas, mesmo tendo inúmeras referências ao filme de 2001.

Foi algo simplório, cativante mas com alma, e isso que me fez gostar demais da 1° temporada. Evidentemente fiquei ansioso para Ten Years Later, que chegou 2 anos depois de First Day of Camp.

Logo de começo dá para sentir a série um pouco diferente, e que particularmente me incomodou tanto, que me faz abandonar a série em seu 3° episódio.

O elenco todo -com exceção ao Ashton Kutcher, sendo substituído pelo Adam Scott (também de Parks and Recreation)- estava lá, as participações especiais de peso estava também e até mesmo a coisa mais sem noção que eu já vi, a Lata Falante e também estava lá.

Mas ainda assim, ao passar dos 3 primeiros episódios, de 8 no total, eu estava sentindo falta de alguma coisa, algo estava me incomodando pois eu não conseguia dar uma risada de verdade, sem ser aquelas de canto de boca.

Eis que eu me toquei do porquê disso, a série deixou lado o humor físico, e tentou partir para algo mais usual e fácil de digerir, apenas utilizando-se trocas de diálogos mais rápido, ainda nonsense, sim, porém com um texto pouco afiado me fez mais me deixar com vergonha alheia dessas 1h30min vista, do que realmente contente.

Você pode facilmente encontrar ambas as temporadas e o filmes na Netflix.

Vamos falar de coisa boa?

O site Nerd Rabugento é independente e não depende de patrocinadores para existir. E toda contribuição que você fizer será muito bem vinda, seja com o valor que for. Com apenas um real você já ajuda e mantêm o site independente.

A independência do conteúdo do Nerd Rabugento depende de você. O seu apoio pode ser tanto mensal quanto feito apenas uma vez, com qualquer valor. Escolha um dos links abaixo e faça o site Nerd Rabugento crescer ainda mais rápido!

QUERO APOIAR ➜     QUERO CONTRIBUIR ➜